, , ,

Como melhorar a qualidade de vida?

20 de nov de 2010

Você já parou para pensar como está a sua qualidade de vida? O que você tem feito para melhorar sua saúde, seu bem-estar?

 

Dados do Ministério da Saúde apontam que doenças associadas ao estilo de vida matam mais que o trânsito e a violência. Essas doenças normalmente estão relacionadas com o aparelho circulatório: infartos, derrames, diabetes e hipertensão, entre outras. A maior parte dos cânceres também é relacionada com estilo de vida.

 

Então se você é sedentário, fuma, consome álcool em excesso e tem uma alimentação inadequada, você pertence ao grupo com maior quadro de morte prematura no país.  Que tal pensar um pouco mais em você e no seu estilo de vida? A melhoria de sua qualidade de vida só depende de você.

 

Veja abaixo algumas atitudes que podem ajudar a manter seu bem-estar físico e mental:

 

Mantenha a mente ativa: Pesquisas mostram que a doença de Alzheimer tem maior incidência entre as pessoas com baixo nível de instrução. Estudo publicado no New England Journal of Medicine relaciona a leitura, os jogos de cartas e de tabuleiro e as palavras cruzadas com a redução do risco de demência em pessoas com mais de 75 anos.

 

Respire mais profundamente. O sangue precisa de oxigênio. A respiração profunda amplia a clareza da mente e dá mais saúde física. Faça isso calmamente durante alguns minutos do dia, preferencialmente em algum lugar com muito ar puro.

 

Faça exercícios físicos diariamente. Caminhe, ande de bicicleta, jogue vôlei, futebol, basquete, tênis. Exercícios físicos moderados são essenciais para manter a saúde e uma atitude equilibrada diante da vida, evitando as causas do estresse e tensão.

 

Saboreie um bom chocolate. Em pequenas quantidades, ele pode ser benéfico à saúde. Segundo estudo do King’s College, de Londres, a quantidade de flavonoides encontrada em 50 gramas de chocolate é equivalente à de seis maçãs, duas taças de vinho ou sete cebolas. Os flavonoides têm sido apontados como importantes armas no combate aos radicais livres.

 

Tenha mais contato com a natureza. Deixe de lado a tensão do trabalho urbano e visite os lugares da natureza. Esvazie-se da pressa e aprenda a ouvir a música e harmonia presentes no silêncio da natureza.

 

Durma bem. Estudos sugerem que a falta de sono crônica pode ter um impacto negativo nas funções metabólicas e endócrinas. Quando se dorme menos de cinco horas, há um desequilíbrio no metabolismo.

 

Seja mais otimista. Após dez anos estudando como a personalidade de uma pessoa pode influir no aumento ou na diminuição da expectativa de vida, pesquisadores holandeses concluíram que ter uma atitude positiva melhora o bem-estar e  diminui o risco de doenças.

 

Se alimente bem. Dê uma atenção especial ao momento das refeições. Prefira uma alimentação natural, evitando exagerar nas carnes vermelhas, que são de difícil digestão. Inclua doses de fibras, frutas e verduras no seu dia-a-dia. Evite comer muita fritura e doces. Cuidado com as quantidades, comer menos e mais vezes é a melhor solução.

 

Mude sua vida. Em primeiro lugar é importante deixar claro que aceitar não significa se acomodar e se conformar com situações que podem ser mudadas. Lute para melhorar o que estiver ao seu alcance, mas procure, ao mesmo tempo, ver o que existe de positivo em sua casa, sua família, sua cidade e em tudo mais que estiver à sua volta. Acredite que Deus pode mudar a sua vida e te fazer feliz!

 

Saiba perdoar. Quem retêm perdão se torna uma pessoa amarga, triste, leva uma vida fica “amarrada”! Estes pensamentos / sentimentos) causam doenças tipo: Depressão, Infarto, Derrame, Hipertensão e até Câncer.

 

Acesse mais dicas para melhorar a qualidade da sua vida:  www.exercasuafe.com.br

Veja também

0 comentários

Participe do blog deixando o seu comentário!