, , ,

Exame Pré-Natal

3 de fev de 2011

De extrema importância, o exame pré-natal são as consultas médicas realizadas durante período da gravidez, onde o médico pode avaliar a condição geral da gestante e também o crescimento do bebê. Além de serem realizados juntamente com diversos exames laboratoriais. Mas toda essa verdadeira bateria de exames as quais a grávida é submetida, visa proteger e garantir o bem estar da mulher e seu filho. Bem como, detectar e tratar precocemente doenças ou condições que possam exercer efeitos danosos à saúde dos dois.

 

O acompanhamento Pré-natal é necessário tanto para o grupo de mulheres que não apresentam complicações durante o parto, que fazem parte do chamado grupo de gestações de “baixo risco”. Quanto, e ainda mais, para as gestações problemáticas, chamadas de “alto risco”, que apresentam maior possibilidade de evolução desfavorável dessa gravidez, que podem representar perigo para a mãe e criança.

 

O exame pré-natal deve ser iniciado a partir do momento em que a gravidez for descoberta pela mulher, geralmente devido a atraso menstrual. Pois quanto antes for iniciado o acompanhamento, melhores serão os resultados obtidos.

 

Na primeira consulta, é realizada uma entrevista detalhada com a gestante, onde os seguintes aspectos serão a ela questionados: os sintomas que esteja sentindo; história de doenças no passado; detalhes sobre os ciclos menstruais, a prática sexual e o uso de métodos anticoncepcionais; gestações anteriores; doenças atuais; aspectos emocionais e se a gravidez foi planejada, e está sendo bem recebida.

 

Confirmada a gestação, a mulher fará diferentes exames de sangue, com o objetivo de detectar uma possível alteração ou doenças que acometa a criança e vindo a atrapalhar seu normal desenvolvimento no útero. São esses os exames realizados:

 

- Grupo sanguíneo e fator RH/Glicemia/Anti-HIV/Exame de sífilis/Exame de toxoplasmose/exame de rubéola/Exame de urina e urocultura/Exame de hepatite/Ultrassonografia.

 

Para gestações de baixo risco, as consultas devem se dar mensalmente até o sétimo mês de gravidez, sendo realizadas, a partir daí, a cada duas semanas. Até completar uma idade gestacional de 36 semanas. Depois, as consultas passam a ser semanais. Nas gestações de alto risco, o intervalo das consultas é menor, a depender da necessidade. Onde em cada consulta são realizadas: a entrevista e o exame físico. Que englobam palpação do abdome, determinação do tamanho do útero e a ausculta dos batimentos cardíacos fetais.

 

 

Por Malanny Serejo

Veja também

0 comentários

Participe do blog deixando o seu comentário!