, , , ,

Reeducação alimentar

3 de fev de 2011

 

Muito se houve falar em reeducação alimentar, mas você sabe o que é isso exatamente?

 

O principal conceito que devemos ter em mente é que a reeducação alimentar não consiste em deixar de comer tudo o que se gosta e passar a comer somente frutas, verduras, legumes e alimentos light. Muito pelo contrário: é aprender que você pode comer tudo, mas sem exageros e de forma equilibrada.

 

O ideal é que o processo seja feito individualmente e com orientação de uma nutricionista, pois a mesma recomendação que é adequada para uma pessoa, pode não ser para outra.

 

Deve-se sempre levar em conta o estilo de vida, assim como a presença de doenças pré-existentes.

 

Qual é o objetivo da reeducação alimentar?

  • Perda ou ganho de peso
  • Controle do colesterol e glicose
  • Controle de doenças que exijam mudança na alimentação
  • Manter o peso
  • Ter uma qualidade de vida mais saudável
  • Melhorar o desempenho físico e mental
  • Controlar o estresse

Como o prazer pelo alimento tem um significado profundo em nossas vidas, a reeducação alimentar deve aperfeiçoar os hábitos alimentares, permitindo ao mesmo tempo alguns prazeres que possuem um sentido especial para nós. E, por isso, ela deve ser personalizada, pois o significado afetivo de um alimento é individual para cada um de nós.

Mudança de Hábito

Mudar hábitos não é fácil, mas é possível.  Essa mudança deve ser entendida como um processo, com erros, acertos, novos erros e novos acertos, em busca do equilíbrio, sem preconceitos ou culpas sobre o que se come, apostando no bem-estar e no prazer.

 

Essa mudança deve ser lenta e gradual.

 

Nada de proibições!

Como devo fazer?

Reeducação Alimentar

O médico especialista passará as informações das mudanças de acordo com seu hábito de vida, mas veja algumas dicas que você já pode fazer agora.

 

  • Quanto maior o fracionamento das refeições, menor o número de calorias absorvidas. O intervalo ideal entre uma refeição e outra é de aproximadamente 3 horas e o número de refeições deverá ser de 6 ao dia.
  • Abuse das fibras, verduras, legumes, alimentos integrais e frutas. Dê preferência às frutas inteiras e com bagaço. Elas contêm mais fibras e assimila melhor os nutrientes.
  • Não se esqueça da ingestão de água e sucos naturais.
  • Cuidado com o excesso de frituras e doces.
  • Coma sempre em pouca quantidade e de preferência utilize um cardápio variado.
  • Exercícios físicos pelo menos 3 vezes na semana.

A reeducação alimentar é o método mais saudável e eficaz para perder ou manter peso. Come-se de tudo, porém em quantidade adequada a cada indivíduo. Para os abusos, recorre-se às compensações. Requer disciplina e persistência, mas, como qualquer hábito, uma vez adquirido, enraíza-se para sempre.

 

Associar reeducação alimentar e aumento na prática de exercícios físicos é absolutamente bem-vindo. Aliás, está comprovado que melhora e prolonga a qualidade de vida.

 

Lembre-se: Você é o que come. Portanto, vamos prestar atenção ao que colocamos em nosso prato no dia-a-dia. Trata-se de uma autoeducação diária com agradáveis compensações no futuro. Bem-estar é tudo!

Veja também

0 comentários

Participe do blog deixando o seu comentário!